06 Abr 2017

Izael Marinho

0
06 Abr 2017

CPAD

0
06 Abr 2017

Boas Novas

0
06 Abr 2017

Decisão de vida

Quando estive desenganado, certo dia fiz uma aliança com o Senhor: caso Ele tivesse um plano para me curar, que uma pessoa me ligasse de uma cidade distante. Naquele tempo, não conhecia o Rio de Janeiro, tampouco tinha qualquer amigo, parente ou conhecido naquele estado. Então, como entendo que, ao

0
06 Abr 2017

Ilusões mentais

Todos nós vivemos duas modalidades de vida: uma real e outra imaginária. A porção real diz respeito ao nosso corpo, suas leis, necessidades e limites. A imaginária está centrada em nossa mente e sua fertilidade em pensar e sentir. Desse conjunto, resultará a pessoa que somos. Olho uma pessoa caminhando

0
06 Abr 2017

A simplicidade do evangelho

Sempre que leio o Novo Testamento, uma constatação é inevitável: a simplicidade do que Jesus ensinou. Sua mensagem, embora eloquente e arrebatadora, é tecida com o fio das coisas simples. Ele tem um acurado senso de observação da vida e, sobre ela, constrói uma ponte para nos falar do Céu.

0
06 Abr 2017

Não me envergonho

Durante muitos anos, tenho observado um comportamento curioso quanto ao assunto Deus. Noto que há uma significativa timidez envolvendo esse tema. Mesmo entre pessoas que se declaram teístas e cristãs, não é muito simples arrancar delas um testemunho público sobre a sua fé. Há um quê de mistério. Timidez inexplicável.

0
06 Abr 2017

Visão de turista

Viajar produz um efeito fascinante. De repente, como nos contos de fada, nossos olhos abrem-se para um mundo desconhecido. Um mundo rico de detalhes fora do senso comum. Ficamos impressionados com as ruas, casarios, árvores, praças, cursos d’água. Mais atentos, notamos o andar da população local, seu ritmo, sotaque, culinária.

0
06 Abr 2017

O mais elevado padrão de vida

O mundo capitalista insiste em gerar padrões de vida. A cada dia, propagandas abertas e subliminares nos sufocam com ideias de consumo. Ideias materiais e exteriores. Um mundo de “necessidades” que não atravessam a nossa pele e tampouco têm o poder de nos tocar a alma. São casas e apartamentos

0