ÚLTIMAS NOTÍCIAS

De quem é a Amazônia?

Floresta em chamas, o Brasil levanta a velha bandeira de propriedade da Amazônia. Com uma mentalidade atrasada décadas, o governo insiste na titularidade da maior mata tropical do planeta. Afinal de contas, a quem pertence a Amazônia?

Bem, pra começo de conversa, a Amazônia não é uma floresta genuinamente brasileira. Ela estende-se por várias nações da América da Sul. Isto repete em macro-escala o que acontece em escala menor dentro do próprio Brasil: a Amazônia não é apenas do Amazonas, Pará e Amapá, por exemplo, mas estende-se ao centro-oeste e nordeste. Existe uma Amazônia que vemos e a chamada Amazônia Legal.

Governantes precisam fazer uma breve viagem espacial para reconhecerem imediatamente que o desenho político do mundo não existe de fato. No esforço materialista de estabelecer marcos, homens tentam separar terra, mar e céu, porém, quando muito, conseguem relativo êxito na faixa horizontal da fronteira. Subsolo é difícil separar com exatidão, que diga o intrincado sistema de túneis construídos por Israel em territórios palestinos e vice-versa.

Separar águas é relativamente difícil, mormente quando se trata de águas oceânicas, de grandes lagos e rios caudalosos. Requer uma força-tarefa de contínua e vultosa vigilância. Dividir céu é coisa muito mais complicada. As despesas aumentam para se proteger o espaço aéreo.

Agora, como dissemos, tudo isto é ficção política. O mundo é um só e ninguém é dono dele. A China não é dos chineses. A China pertence à Alemanha do mesmo jeito que esta pertence ao Chile e o Brasil é da Austrália.

O ecossistema não conhece fronteiras. O rio Amazonas não nasce no Brasil. Se algo grave acontecesse em sua nascente, nos Andes, sofreríamos o dano de termos aqui o maior rio do mundo, considerando a sua margem direita, mas não seria mais o mesmo. De igual modo, o Nilo, corta a África, cruzando várias nações, presente do Egito, conforme declarou Heródoto.

Com a floresta amazônica é a mesma coisa. Não é nossa. Pertence ao mundo, assim como o Atlântico e o Pacífico não são propriedades de país nenhum. Têm a natureza dos rios, que passam, sempre em movimento para deixar claro que não estão sob o efeito do tombamento patrimonial de nenhum povo.

O que acontece na Amazônia pode influenciar o mundo inteiro. Recentes terremotos que devastaram a Ásia deslocaram massas no interior do planeta modificando, com isto, até o eixo imaginário pelo qual a Terra gira inclinada. O gelo que derrete dos polos eleva o nível do mar em todos os lugares. O que acontece na Amazônia influencia não somente o ar poluído das casas governamentais, mas prejudica o Japão, a Índia e até a hermética Coreia do Norte.

Sendo assim, paremos com o falso patriotismo de dizer que a Amazônia é nossa, ao mesmo tempo em que, inertes, vemos a floresta desaparecer nas chamas. A nós, compete o cuidado principal porque sua maior porção está no Brasil, cuidado também e direito de todos os países. A Amazônia pertence a cada ser vivo que respira no planeta Terra.

Publicado no jornal O Liberal em 11/9/19

Rui Raiol é escritor (Site: www.ruiraiol.com.br)